Menu
Home
Notícias
Documentos
Agenda
Jovens
Comunidade
Opinião
Vídeos - Documentários
Foto Galeria
Dossiers
SCUT's
Universidade de Viseu
Serviço Finanças 2
Minas da Urgeiriça
Jornadas Parlamentares
Newsletter






A Tua Opinião Conta
a_tuabeira.gif 
     Car@ leit@r esta é uma
     secção sua.
     Uma secção onde serão
     publicadas as opiniões
     que nos enviarem com
     esse fim.
     Os textos deverão ser
     enviados para o e-mail:
      Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail
     Não podemos publicar
     textos não assinados
     ou insultuosos.
adere.gif
Assina/segue-nos no:


Recebe automaticamente por email as novas notícias:


Insere o teu email


twitter-birds.png

Add to Google Reader or Homepage 

Outros

 

Site do Bloco de Esquerda de Viseu, Bloco, b.e., Esquerda de Confiança, Juntar Forças, São Pedro do Sul, Vouzela, Tabuaço, Oliveira de Frades, Santa Comba Dão, Penedono, Penalva do Castelo, Nelas, Mortágua, Tondela, Vila Nova de Paiva, Tarouca, Armamar, Resende, Cinfães, Carregal do Sal, Sernancelhe, São João da Pesqueira, Sátão, Coração de Jesus, Rio de Loba, Campo, Abraveses, São José, Orgens, António Minhoto, Osvaldo Numão, Maria Graça Pinto, Carlos Vieira, Carlos Couto, Daniel Nicola, Bandeira Pinho, Alexandrino Matos, Rui Costa, Joel Campos, António Amaro, Manuela Antunes, Carla Mendes, Joge Carneiro, Padre Costa Pinto, Francisco Louçã, Marisa Matias, Miguel Portas, Pedro Soares, Magaça

A Mentira de Crato! PDF Imprimir e-mail
24-Jul-2012
Opinião 
Texto de Maria da Graça M. Pinto
 
magaapb.jpg
 Há dias, ouvimos o ministro da Educação Nuno Crato afirmar, de forma peremptória, que não há razões para os professores estarem preocupados, que tudo vai bem no reino da educação e que nenhum docente ficará no desemprego em consequência das medidas adoptadas pelo seu ministério. A verdade, Sr ministro, é que a ditadura dos cortes, para além de ser atentatória da qualidade de ensino, irá aumentar, exponencialmente, o desemprego e a instabilidade profissional dos professores. Por trás do discurso da exigência e do rigor, da generalização dos exames como panaceia para todos os males de que padece a educação, o que de facto, está a acontecer é uma brutal ofensiva contra a escola pública e a estabilidade dos docentes.

 A criação de mais mega agrupamentos, despersonalizantes e quase ingeríveis  o aumento do número de turmas e a revisão curricular, que acaba com áreas como o Estudo Acompanhado,  espaço que possibilitava o apoio a alunos com mais dificuldades, irá traduzir-se num aprofundamento das desigualdades , na diminuição da qualidade de ensino e num aumento exponencial do desemprego na classe docente.

Bem pode o ministro da educação tentar fazer passar a mensagem de que tudo vai bem. A perspectiva de 25 mil professores contratados não obterem colocação e o aumento exponencial dos chamados horários zero, são consequências da sua política e mergulham as escolas num clima de instabilidade  e desmotivação. A situação um professor e uma professora do Agrupamento de escolas do Caramulo ambos com horário zero no próximo ano letivo apesar dele ser professor há 17 anos e ela há 21 anos ilustram, bem,  esta situação.

Mas o  Sr. ministro da educação, como o da saúde ainda não percebeu que as pessoas estão fartas de mentiras e  de  promessas não cumpridas, que não aguentam mais ser tratadas como números, a apresentar aos patrões da troika.

Em resposta às suas medidas, nesta semana tiveram lugar em muitas cidades do país vigílias pela educação onde os professores denunciaram a degradação do ensino, os despedimentos  e defenderam  a escola pública.

Por seu turno a federação Nacional dos Professores marcou uma manifestação em Coimbra contra os horários zero e o desemprego . Pois é, Sr. Ministro, mais do que nunca os trabalhadores dos serviços públicos não baixam os braços na defesa de serviços de qualidade e da dignidade profissional de quem neles trabalha.

Nuno Crato que se desengane, a ofensiva contra a escola pública continuará a defrontar a oposição de todos os que defendem uma escola pública  democrática e o  Bloco de Esquerda estará, como sempre, ao seu lado, no parlamento e fora dele! 

 
Artigo seguinte >
Destaque
bannercp11.jpg
Gui Direitos Estudante
brochuraestudantes.jpg
Revista Vírus
virus_12.jpg
Sites do Bloco

be_esq.jpg
grupo_parlamentar_copy.png
be_sitebe.jpg
 beinternacional.jpg
videos_parlamento.jpg 
videos_campanha.jpg
livraria_online_copy_copy.gif

be_ecoblog.jpg

Bloco no FacebookBloco no MySpace

 Bloco no TwitterBloco no Youtube

 Bloco no hi5Bloco no Flickr

Online
© 2017 Bloco de Esquerda - Distrito de Viseu
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.