Home arrow Minas da Urgeiriça arrow Urânio: Solução à vista, apesar do PS
Menu
Home
Notícias
Documentos
Agenda
Jovens
Comunidade
Opinião
Vídeos - Documentários
Foto Galeria
Dossiers
SCUT's
Universidade de Viseu
Serviço Finanças 2
Minas da Urgeiriça
Jornadas Parlamentares
Newsletter






A Tua Opinião Conta
a_tuabeira.gif 
     Car@ leit@r esta é uma
     secção sua.
     Uma secção onde serão
     publicadas as opiniões
     que nos enviarem com
     esse fim.
     Os textos deverão ser
     enviados para o e-mail:
      Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail
     Não podemos publicar
     textos não assinados
     ou insultuosos.
adere.gif
Assina/segue-nos no:


Recebe automaticamente por email as novas notícias:


Insere o teu email


twitter-birds.png

Add to Google Reader or Homepage 

Outros

 

Site do Bloco de Esquerda de Viseu, Bloco, b.e., Esquerda de Confiança, Juntar Forças, São Pedro do Sul, Vouzela, Tabuaço, Oliveira de Frades, Santa Comba Dão, Penedono, Penalva do Castelo, Nelas, Mortágua, Tondela, Vila Nova de Paiva, Tarouca, Armamar, Resende, Cinfães, Carregal do Sal, Sernancelhe, São João da Pesqueira, Sátão, Coração de Jesus, Rio de Loba, Campo, Abraveses, São José, Orgens, António Minhoto, Osvaldo Numão, Maria Graça Pinto, Carlos Vieira, Carlos Couto, Daniel Nicola, Bandeira Pinho, Alexandrino Matos, Rui Costa, Joel Campos, António Amaro, Manuela Antunes, Carla Mendes, Joge Carneiro, Padre Costa Pinto, Francisco Louçã, Marisa Matias, Miguel Portas, Pedro Soares, Magaça

Urânio: Solução à vista, apesar do PS PDF Imprimir e-mail
20-Mar-2010
marianaiveca.jpgDepois de ter chumbado por duas vezes o acesso às pensões de invalidez dos antigos trabalhadores da Empresa Nacional de Urânio, o PS tenta agora limitá-las.

Todos os partidos da oposição apresentaram propostas para garantir esse acesso aos trabalhadores afectados pela exposição a material contaminante. Mas o PS, depois de ter chumbado por duas vezes iniciativas semelhantes quando tinha maioria absoluta no Parlamento, anuncia agora que irá viabilizar apenas as do PSD e CDS, que limitam aquele acesso a um período mínimo de permanência na empresa.

“Com esta posição o PS contraria todos os estudos científicos que existem sobre esta matéria”, criticou a deputada do Bloco de Esquerda Mariana Aiveca.

A deputada do Bloco sublinhou o “erro grave” de manter apenas abrangidos pelo regime de acesso às pensões os trabalhadores que estavam ao serviço à data da dissolução da empresa, considerando mesmo esta opção como “um absurdo”. Mariana Aiveca recordou ainda os números referentes a mortes por doença de trabalhadores da ENU: “Em março de 2008 eram 80, hoje sabe-se que faleceram 115 trabalhadores de cancro”.

Da parte do CDS, cujo projecto de lei alarga as pensões aos trabalhadores a um vínculo mínimo de quatro anos com a empresa, o deputado Helder Amaral afirmou que terá "abertura para olhar para as propostas do BE, PCP e PEV" na especialidade.

António Minhoto, porta-voz da comissão dos antigos trabalhadores, está confiante em como o problema será resolvido na próxima semana. "Os partidos da oposição reafirmaram todo o seu apoio e o PS disse que ia ponderar a sua posição no sentido de viabilizar os projectos de lei, por isso estamos convencidos de que na próxima quinta feira serão aprovados", disse à agência Lusa.

Desta forma, e depois de uma luta que se arrasta há cerca de oito anos, António Minhoto acredita que "este processo está pacificado, o que só peca por tardio, devido à teimosia do PS", que já chumbou, por duas vezes, os projectos de lei dos partidos da oposição.

 


Intervenção de Mariana Aiveca

 

 

 

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
© 2020 Bloco de Esquerda - Distrito de Viseu
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.