Home arrow SCUT's arrow O Bloco de esquerda assume esta luta contra o portajamento das SCUTS
Menu
Home
Notícias
Documentos
Agenda
Jovens
Comunidade
Opinião
Vídeos - Documentários
Foto Galeria
Dossiers
SCUT's
Universidade de Viseu
Serviço Finanças 2
Minas da Urgeiriça
Jornadas Parlamentares
Newsletter






a_tuabeira.gif 
     Car@ leit@r esta é uma
     secção sua.
     Uma secção onde serão
     publicadas as opiniões
     que nos enviarem com
     esse fim.
     Os textos deverão ser
     enviados para o e-mail:
      Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail
     Não podemos publicar
     textos não assinados
     ou insultuosos.
adere.gif
Assina/segue-nos no:


Recebe automaticamente por email as novas notícias:


Insere o teu email


twitter-birds.png

Add to Google Reader or Homepage 

Outros

 

Site do Bloco de Esquerda de Viseu, Bloco, b.e., Esquerda de Confiança, Juntar Forças, São Pedro do Sul, Vouzela, Tabuaço, Oliveira de Frades, Santa Comba Dão, Penedono, Penalva do Castelo, Nelas, Mortágua, Tondela, Vila Nova de Paiva, Tarouca, Armamar, Resende, Cinfães, Carregal do Sal, Sernancelhe, São João da Pesqueira, Sátão, Coração de Jesus, Rio de Loba, Campo, Abraveses, São José, Orgens, António Minhoto, Osvaldo Numão, Maria Graça Pinto, Carlos Vieira, Carlos Couto, Daniel Nicola, Bandeira Pinho, Alexandrino Matos, Rui Costa, Joel Campos, António Amaro, Manuela Antunes, Carla Mendes, Joge Carneiro, Padre Costa Pinto, Francisco Louçã, Marisa Matias, Miguel Portas, Pedro Soares, Magaça

O Bloco de esquerda assume esta luta contra o portajamento das SCUTS PDF Imprimir e-mail
05-Out-2010
scut.gifO Bloco de esquerda assume esta luta contra o portajamento das SCUTS, como uma luta contra o subdesenvolvimento do interior e a redução de rendimento disponível das famílias. A A24 e a A 25 são usadas por milhares de trabalhadores no seu itinerário diário para o local de trabalho, inexistindo qualquer via alternativa digna desse nome.
Para retratar essa situação, basta atentar que dois dos maiores empregadores do Distrito, como é o caso da PSA, em Mangualde, e da Martifer, em Oliveira de Frades, recrutam bastantes trabalhadores de outros concelhos, que têm a A25 como único meio de se deslocarem. Por isso, as portagens irão traduzir-se num significativo arrombo ao poder de compra desses trabalhadores.
Como se encontra já demonstrado, a EN 16 não é alternativa para quem tenha de se deslocar, facto agravado pela inutilização do traçado do IP5 com a construção da A25, deixando aquele de poder ser uma alternativa... Importa pois que agora, e atendendo à expressiva votação da moção apresentada pelo BE na Assembleia Intermunicipal da CIMRDL, que congregou a esmagadora minoria dos votos de todas as forças políticas, os deputados eleitos pelo distrito à Assembleia da República saibam ler estes resultados e votem, ao contrário do que fizeram em Julho, ao lado dos interesses do distrito, aprovando o projecto de lei do BE que revoga a imposição de portagens nestas duas vias.

É tempo de se saber quem está com as populações do Distrito e de passar de palavras a actos! A posição dos deputados do PSD, eleitos por Viseu, que viabilizaram as portagens, é sintomática da subordinação das justas pretensões do Distrito à máquina partidária. Do lado dos deputados do PS faltou coragem para cumprir com a palavra dada aos eleitores... Já vai sendo tempo de as pessoas saberem em quem votam!
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
© 2021 Bloco de Esquerda - Distrito de Viseu
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.